sábado, 1 de julho de 2017

ATENÇÃO SERVIDOR PÚBLICO ESTADUAL - CONHEÇA O PROGRAMA ESTADUAL DE GESTÃO DE PESSOAS



       Modernizar o Estado com mais eficiência, utilizando a tecnologia para a melhor gestão dos servidores nos órgãos públicos do Poder Executivo do Estado é o propósito do Programa Estadual de Gestão de Pessoas. A iniciativa foi lançada em agosto de 2016 pelo governo do Rio Grande do Sul, por meio da Secretaria da Modernização Administrativa e dos Recursos Humanos (Smarh), com a parceria da Secretaria da Fazenda (Sefaz).

   O Gestão de Pessoas é uma ação com foco nos três pilares: a efetividade, o recadastramento de servidores públicos ativos e o Portal do Gestor. A efetividade é confirmada pelo superior direto, mensalmente, no local de trabalho do servidor. Todo o recadastramento agora é realizado pelo servidor via online anualmente, podendo ser feita atualização pelo computador, tablet e celular. O Portal do Gestor é uma ferramenta que reúne dados do recadastramento dos servidores, possibilitando um raio X do funcionalismo estadual.

   Conforme último balanço do Departamento de Administração dos Recursos Humanos (Dearh), dos 137.800 servidores ativos, 94.286 já estão recadastrados (68,4% em oito meses).

     A iniciativa, que traz benefícios para toda a sociedade, valoriza o servidor e consequente aproveitamento de suas potencialidades. Ao gestor contribui para a agilidade na obtenção de dados e tomadas de decisões. Ao Estado garante informações completas para o melhor funcionamento da máquina pública. E para a população é a certeza de transparência e bom uso do dinheiro público.

​Alerta aos servidores: 


   Conforme prevê o Decreto nº 53.076/2016, serão suspensos os pagamentos dos salários dos servidores que não realizaram seu recadastramento até seu aniversário, pois o mesmo completará um ano em agosto. Ofícios circulares estão sendo enviados para todos os órgãos do Estado, esclarecendo que existem ​servidores que até o presente momento não realizaram o seu recadastramento. Este ofício está sendo encaminhado com o objetivo de alertar o funcionalismo para que não aconteça a suspensão de salários.

Saiba mais: CLIQUE AQUI