quinta-feira, 11 de maio de 2017

DICAS DE SAÚDE - O COLETE BALÍSTICO E A COLUNA VERTEBRAL



Tendo em vista que é de uso da Brigada Militar, e de outras profissões do ramo, o uso do colete balístico é uma forma de proteção a própria vida. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), 85% das pessoas têm, tiveram ou terão um dia dores nas costas, provocadas por problemas de coluna. Mas, poucas pessoas sabem que essa dor pode estar relacionada ao peso que carregamos conosco.

Um dos cuidados são o peso do colete balístico e os equipamentos carregados em conjunto.  Essa prática oferece risco de futuros problemas na coluna, ao longo do tempo.  Principalmente quando usado por longas horas contínuas, em ocasiões nas quais o Policial Militar fica a maior parte do tempo em pé. Consequentemente, sustentando o peso do colete balístico e seus equipamentos sobre os ombros e coluna, a qual já tem a função de sustentar o próprio peso corporal.

Recomenda- se que o peso extra que carregamos não ultrapasse mais de 10% do peso corporal total, isso vale não apenas para o colete balístico, mas também para mochilas, bolsas, pastas e afins.


O recomendável é levar junto ao colete apenas o necessário, outros equipamentos podem ser carregados em outros suportes: na cintura e pernas, por exemplo. Caso seja necessário usar outros objetos no colete, lembre-se de distribuir o peso corretamente, evitando futuros problemas como: hérnias de disco, escolioses, e desvios posturais.