sexta-feira, 29 de abril de 2016

POLICIAIS MILITARES SÃO CONDECORADOS POR BRAVURA E SERVIÇOS RELEVANTES





       A Brigada Militar condecorou na manhã desta quinta-feira (28), em cerimônia na Academia de Polícia Militar, brigadianos que se destacaram no policiamento ostensivo. O reconhecimento pelos relevantes serviços prestados foi conferido a 38 policiais militares.

       Na solenidade, também foram homenageados seis policiais militares que tombaram no cumprimento do dever em 2015 e nos primeiros meses de 2016. O ato integra a programação da Semana Tiradentes, o patrono das policias no Brasil, e comemora o Dia do Policial.

"Este é um ato de reafirmação do papel do Estado na defesa da sociedade e da importância das nossas forças policiais. É na segurança que a presença do Estado mais se materializa e se faz necessária”, afirmou o governador José Ivo Sartori.

      O governador enfatizou o orgulho que o Rio Grande do Sul tem da instituição Brigada Militar, que está nas ruas diariamente combatendo o crime e defendendo a sociedade. "Reafirmo o meu apoio à Brigada, ao seu comando, ao comando da Segurança Pública e a todas as equipes da área", declarou.

        Ao lado do secretário da Segurança Pública, Wantuir Jacini, Sartori ressaltou ainda que "ao Estado cabe o enfrentamento da violência e, diante do crime, o combate muitas vezes se faz necessário". O governador afirmou ter consciência das necessidades e das carências da área da segurança.

     Sobre aumentar o efetivo, Sartori disse que o decreto de contenção de gastos não prevê a contratação de servidores. Lamentou a situação, mas afirmou que até o final do ano pretende atacar este problema.

     O comandante geral da Brigada Militar, coronel Alfeu Freitas Moreira, destacou que o efetivo da Operação Avante já fez 964 prisões este ano e recolheu das ruas 224 armas, além de ter aprendido toneladas de drogas. "Assim que a cerimônia terminar, estes policiais vão para as ruas, somar-se a outros para patrulhar as cidades e atender às comunidades. A Brigada não para", lembrou.

    O coronel ressaltou ainda que todos os dias "há confrontos com meliantes, há ações de rara coragem, onde há policiais militares arriscando suas vidas para nos proteger. Ser policial não é uma profissão. É um ofício".
    O comandante da BM lembrou ainda que "a ação policial é qualificada e meritória visando à preservação da vida de todos. Não fomentamos a morte, mas se ela ocorre nas circunstâncias do combate, que se vão os maus".
A nota marcante da solenidade foi a recepção aos homenageados quando a assistência aplaudiu, durante cinco minutos, aos homens e mulheres distinguidos na ocasião.

Texto: Mirella Poyastro/Clelia Admar
Edição: Denise Camargo/Secom 
Foto: Sgt Luciano Evangelista e Sd Everton Ubal