domingo, 3 de abril de 2016

NOTA INFORMATIVA DA BRIGADA MILITAR À COMUNIDADE DE CACEQUI E REGIÃO



O Comandante do 2º Esquadrão do 5º RPMon, Capitão Rodrigo Fontoura de Oliveira, tendo em vista as notícias inverídicas veiculadas recentemente em rede social, dando conta da extinção da presença da Brigada Militar na cidade de Cacequi, vem a público trazer esclarecimentos à comunidade.

Primeiramente, é de conhecimento público e diariamente divulgado na imprensa formal (jornal, rádio, televisão), que a Brigada Militar possui uma defasagem histórica em seus efetivos.

Não obstante, a Brigada Militar de Cacequi sempre foi alvo de muita atenção do Comando do 5º RPMon, e do Comando Regional de Polícia Ostensiva  - CRPO/Central, que tem sede em Santa Maria.

Recentemente chegado ao Comando do 2º Esquadrão, que tem sede em São Vicente do Sul, e compreende ainda Cacequi, Mata, Jaguari e Nova Esperança do Sul, temos adotado várias medidas para o enfrentamento das demandas e, com isso, já foi possível reduzir os indicadores de criminalidade do mês de janeiro para o mês de fevereiro.

No Carnaval de fevereiro de 2016, realizamos um planejamento para permitir que a comunidade pudesse comemorar tranquilamente o feriado, e fomos atendidos pelo CRPO/Central com o envio de 08 (oito) Policiais Militares do 2º Batalhão de Operações Especiais (2º BOE) para reforçar o policiamento de Cacequi, somado a um aporte considerável de quotas de horas extras para a continuidade das escalas de serviço e reforço do policiamento, repassado pelo Comando Regional e pelo Comando do 5º RPMon.

Durante o mês de março, solicitamos a presença do Pelotão de Operações Especiais (POE) do 5º RPMon, que tem deslocado de Santiago com frequência para reforçar o policiamento de Cacequi em datas e horários de maior incidência de ocorrências, conforme apontados por um estudo científico realizado através do Programa AVANTE da Brigada Militar.

Já iniciamos o mês de abril com um evento regional grandioso, o 21º Desafio de Trovadores, e nossa atenção se mantém onde realizamos o planejamento e fomos novamente atendidos pelo Comandante do 5º RPMon, com a destinação de quotas de horas extras e também pelo envio do POE para reforçar o policiamento do evento.

Diante do exposto, fica claro que o município de Cacequi recebe a merecida atenção da Brigada Militar pois, somos sabedores da importância econômica e social que a cidade representa no cenário regional e estadual.

Destacamos ainda que a extinção da presença da Brigada Militar em Cacequi jamais foi motivo de deliberação no Comando do 5º RPMon, muito pelo contrário, o novo Comandante Major Noé Jesus da Costa, na primeira semana que assumiu o 5º RPMon, solicitou um estudo do quantitativo do efetivo, com vistas a verificar a possibilidade de aumentar o número de policiais militares com transferências voluntárias para os municípios que estão com defasagem em seus quadros.

Por fim, colocamo-nos a inteira disposição para dialogar com a comunidade e com os órgãos dos demais poderes, para sempre encontrarmos alternativas de solução para as demandas da segurança pública,

São Vicente do Sul, 02 de abril de 2016.

Rodrigo Fontoura de Oliveira, Capitão.
Comandante do 2º Esquadrão