sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

CRUELDADE - JOVEM DE 18 ANOS E ASSASSINA CONFESSA PLANEJOU A MORTE DE TRÊS PESSOAS

Em relato sombrio a jovem dá detalhes do crime; jovem pensou em matar outras duas pessoas.

       RONDÔNIA - Assassina confessa, Vânya Rocha de 18 anos, foi presa pela Polícia Militar minutos após o crime. Ela admitiu à polícia ter esfaqueado na manhã de quarta-feira, 30, Marcos Catanio Porto de 26 anos, dentro de um dos quartos da residência de n° 2210, localizada no bairro Bodanese.

     Em depoimento na delegacia, Vanya disse que hoje amanheceu com vontade de matar alguém e logo pela manhã foi até um mercadinho no bairro, onde avistou uma senhora idosa, mas por compaixão decidiu poupar a vida da anciã.

    Vanya então ligou para um ex-namorado o convidando para sair, mas o rapaz rejeitou. Ainda em sua caçada, a assassina se lembrou de Marcos, com quem a mesma havia tido um relacionamento de 9 meses e o convidou para ter relação sexual.

   Segundo Vanya, o relacionamento havia terminado por que ela já tinha tentado matar Marcos Catanio com uma motosserra e que o mesmo também já a tinha agredido.

     Ela e Marcos foram até um dos quartos onde teriam relação sexual. Marcos então teria se despido e começado a praticar sexo oral em Vanya, momento este em que ela travou com as pernas o pescoço da vítima e de posse de uma faca que ela escondeu em sua bolsa, deu o primeiro golpe na garganta da vítima, que sem poder reagir, teve seu pescoço e abdômen golpeados por diversas vezes.

   Os gritos da vítima alertaram seu irmão, que em um ato de desespero, quebrou a janela do quarto com o punho, ferindo-se gravemente.

   Finalizando seu relato sombrio, Vanya afirmou ainda que não se arrepende do que fez pois só estava cumprindo o que havia prometido e que ao ver o desespero do irmão de Marcos, temeu por sua vida e começou a gritar por socorro tentando se fazer de vítima. Marcos, que neste momento agonizava, segurou o braço de sua assassina até morrer.
Quando a polícia chegou ao local, encontrou Vanya seminua abraçada ao corpo da vítima, que se encontrava em estado deplorável, com diversas perfurações e com as vísceras expostas.

  Em um relato emocionado, a mãe da assassina afirmou à reportagem que na noite anterior ao crime, à filha estava assistindo alguns vídeos de crimes passionais, mas que não notou nada anormal no comportamento da jovem que era dócil no convívio com a família e trabalhava como babá.

Veja o vídeo: CLIQUE AQUI

Fonte: http://www.conexaorondonia.com/