quarta-feira, 18 de novembro de 2015

BRIGADA MILITAR COMEMORA 178 ANOS PROTEGENDO A SOCIEDADE GAÚCHA


178 anos da Brigada Militar

A Brigada Militar celebra nesta data, 18 de novembro, seus 178 anos. Criada em 1837 com a denominação inicial de Corpo Policial da Província de São Pedro do Rio Grande do Sul, passou a denominar-se Força Policial em 1873. A partir da Proclamação da República no Brasil, em 1889, intitulou-se Guarda Cívica. Alguns anos mais tarde, em 1892, recebeu as denominações: de Corpo Policial, Brigada Policial, novamente Guarda Cívica e, finalmente, Brigada Militar. Tem como patrono o coronel Affonso Emílio Massot, oficial de grande destaque ao longo de sua trajetória.

Desde a sua criação, a Corporação passou por inúmeras revoluções históricas do país, como a Revolução Federalista (1893 a 1895), Revolução Assisista (1923), e as revoluções de 1924 (em São Paulo), 1926 (em Santa Catarina e no Paraná), 1930 e 1932 (no Rio Grande do Sul e em São Paulo).  Após a revolução de 1932, e mesmo a Brigada Militar já desempenhando missões mais voltadas à Segurança Pública, participou ainda de outros movimentos (Estado Novo, em 1937, Legalidade, em 1961, e a Revolução de 1964).

A partir de 1935, em decorrência da Constituição Estadual da época, a atividade policial passou a ser competência exclusiva do Estado: a Guarda Civil e a Guarda de Trânsito passaram a fazer o policiamento ostensivo na capital, enquanto a Brigada Militar assumiu o policiamento no interior.

Em meados de 1950, a Corporação passou a preocupar-se em organizar formas de policiamento adequadas a locais e objetivos específicos, originando-se o Policiamento Rural Montado. Nesse período surgiu também o Policiamento Urbano, com emprego de policiais militares em duplas, que passaram a ser conhecidas como “Pedro e Paulo”.

Em 1968, a Brigada Militar passou a executar, com exclusividade, as atribuições de policiamento ostensivo. O texto constitucional de 1988 atribuiu à Corporação as atividades de polícia ostensiva, de preservação da ordem pública, de prevenção e combate a incêndios, de busca e salvamento, e de defesa civil.

De uma origem com características totalmente bélicas, ao longo do tempo, e acompanhando as evoluções da sociedade, a Brigada Militar se atualizou e ocupa hoje um lugar de importância social imensurável.

A atuação dedicada e qualificada de nossos brigadianos e brigadianas, nosso maior patrimônio, torna a Brigada muito mais que a instituição pública gaúcha de maior capilaridade, mas aquela a quem os cidadãos recorrem em seus momentos de maior sensibilidade, o que denota a confiança alcançada junto à população.

Passados 178 anos, a Brigada Militar relembra sua essência, que é ser “a força da comunidade".


Neste 18 de novembro, muito mais que celebrar, é o momento de a Brigada Militar reafirmar seu compromisso: de cada vez melhor, garantir uma prestação de serviço na área da segurança pública a todos os gaúchos.