sábado, 10 de outubro de 2015

Programa Observar - Transporte Seguro de Crianças

    O Dia das Crianças está chegando e nossa forma de homenagear os pequenos é chamar a atenção para a segurança deles no trânsito. 
    Você sabia que, nos últimos sete anos, as ocorrências de acidentes envolvendo crianças, cujas indenizações foram solicitadas à Seguradora LíderDPVAT, tiveram um crescimento de 192%, comparando o ano de 2008 com o ano 2014? E que os casos de invalidez permanente cresceram 323% neste mesmo período? Estes números ainda podem aumentar pelo fato do prazo do pedido de indenização ser de até três anos a contar da data do acidente.
   Os números são altos e gravíssimos. A responsabilidade pela segurança das crianças é dos adultos, pois elas muitas vezes não têm consciência do perigo que correm. Em 2014, acidentes com motocicletas representaram 54% das ocorrências indenizadas pela Seguradora LíderDPVAT envolvendo crianças, sendo que 51% destes pagamentos foram relativos a crianças transportadas. Vale lembrar que, de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, é infração gravíssima: “conduzir motocicleta, motoneta e ciclomotor, transportando criança menor de sete anos ou que não tenha condições de cuidar da sua própria segurança” e, mesmo assim, ainda temos muitos casos de menores que se acidentam com motos.
    Além disso, também é um papel dos adultos orientar que as crianças andem nas calçadas, atravessem na faixa e respeitem as demais sinalizações de trânsito. É muito importante ficar atento às brincadeiras de rua: explique aos pequenos que eles não devem correr pela rua atrás de bolas, pipas ou outros tipos de brinquedos, pois um motorista pode ser pego de surpresa e acabar causando um acidente. No ano de 2014, 53% das ocorrências indenizadas pelo Seguro DPVAT em acidentes envolvendo crianças foram para atropelamentos.
     A idade das crianças interfere muito no tipo de acidente predominante em cada faixa etária principalmente devido às particularidades de cada etapa do desenvolvimento infantil. Este ano, mais uma vez, a principal causa de mortes por acidentes em menores de 1 ano é a sufocação, representando 70% dos óbitos. Em seguida vem o trânsito com 14% das mortes. Na faixa etária de 1 a 4 anos, o afogamento tem o maior número (34%), e os acidentes de trânsito representam 30% das mortes. Já na faixa etária de 5 a 9 anos, os acidentes de trânsito representam quase a metade dos óbitos (48%) e o afogamento representa 26% das mortes. De 10 a 14 anos o trânsito é responsável pela metade exatamente das mortes, em segundo lugar vem também o afogamento (26%).






Fonte:http://www.viverseguronotransito.com.br/