quinta-feira, 9 de abril de 2015

Grupo de Ações Táticas Especiais da BM completa 25 anos




         Os 25 anos do Grupo de Ações Táticas Especiais (GATE) da Brigada Militar (BM) foram comemorados nesta terça-feira (7), na sede do 1º Batalhão de Operações Especiais (1º BOE), no bairro Partenon, em Porto Alegre. A solenidade foi prestigiada pelo comandante-geral da BM, coronel Alfeu Freitas Moreira, e pelo subcomandante, coronel Paulo Moacyr Stocker dos Santos.

        O efetivo apresentou às autoridades e convidados suas especialidades e atribuições, com todas as alternativas de que dispõe para resolução de ocorrências de alto risco. Para o comandante-geral, o policial militar do GATE é um agente treinado, altamente capacitado a enfrentar as piores adversidades da forma mais natural e segura possível. “Chamado à sua missão no momento necessário, a obstinação em buscar a perfeição é uma constante em suas atividades”, disse o coronel Alfeu.

Histórico - O GATE foi criado por decreto estadual, em 4 de abril de 1990, e ficava subordinado ao Batalhão de Polícia de Choque, hoje Batalhão de Operações Especiais (BOE). Porém, antes de sua criação oficial, foi iniciado, no 9º Batalhão de Polícia Militar (9º BPM), o 1º Estágio de Comandos e Operações Especiais para a formação de um grupo preparado para atuar em ocorrências que necessitassem de técnicas e táticas diferenciadas. 

      A especialização é baseada nas mais modernas técnicas e táticas, seguindo a doutrina internacional para grupos de operações especiais. Os alunos são submetidos a um rigoroso treinamento de adaptação, controle emocional, resistência física e capacitação técnica, o que o torna um dos cursos mais difíceis de concluir. 

      O GATE trabalha, desde sua criação, em missões de alto risco, tais como rebeliões em presídios, ocorrências envolvendo artefatos explosivos, reféns e psicopatas armados. Para tanto, possui recursos especializados nas alternativas de assalto tático, tiro de precisão e emprego de munições menos letais. Na área de explosivos, conta com material para proceder invasões táticas, robô, RX e traje especial antifragmentação.

Gabinete do Comandante-Geral 
Assessoria de Imprensa
Clelia Admar
Foto: Sgt Luciano Evangelista e Sd Éverton Ubal