segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Cinto de segurança: quem ama a vida usa sempre


 Por: 

       Você usa o cinto de segurança quando está no banco traseiro de um veículo? 

         Sabia que, de acordo com um estudo da Abramet, usar esse acessório pode diminuir em até 75% o risco de morte em casos de acidentes? Infelizmente, o cinto de segurança do banco de trás muitas vezes é esquecido. E no período de Carnaval, em que as estradas estão mais cheias, é muito importante que os passageiros sejam sensibilizados com essa questão.


       De acordo com uma pesquisa da Agência de Transporte de São Paulo, divulgada em reportagem do Bom Dia Brasil, feita com 19 mil veículos em rodovias do estado, 53% dos passageiros do banco traseiro dos carros não utilizavam o cinto. Entre 2011 e 2014, 69% dos passageiros que estavam no banco de trás e que morreram em acidentes nas rodovias de São Paulo estavam sem o cinto.
       Uma resolução do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) promete trazer ainda mais segurança para os ocupantes dos carros: a partir de 2020, todos os veículos zero quilômetro deverão ter apenas o cinto de segurança de três pontos para todos os ocupantes, não havendo mais os abdominais, inclusive no banco traseiro. O apoio de cabeça também será obrigatório em todos os assentos.
     A lei atual determina que o cinto de três pontos seja utilizado pelos passageiros da frente e os laterais traseiros, por isso é pouco comum que ele seja encontrado no assento central do banco de trás.
      O cinto de segurança é um aliado importante na preservação da vida. Estando os ocupantes do veículo nos bancos da frente ou no banco de trás, todos devem usar o cinto.