terça-feira, 6 de janeiro de 2015

Adiado o uso obrigatório do extintor tipo ABC nos carros

 prazo foi prorrogado por 90 dias.
     Depois de provocar uma corrida aos pontos de venda do novo extintor veicular, o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) resolveu suspender a obrigatoriedade do equipamento por 90 dias. O novo modelo de extintor, do tipo ABC, mais seguro, de acordo com o Denatran, passou a ser obrigatório em todos os veículos a partir do dia 1º de janeiro, mas devido a grande procura, o equipamento sumiu das prateleiras.
      Com o adiamento da obrigatoriedade da nova regra, motoristas que reclamavam da dificuldade de encontrar o equipamento terão mais tempo para se preparar para não infringir a lei. Após os 90 dias de prorrogação, os condutores que não cumprirem a determinação podem ter de pagar R$ 127,69 de multa e ainda perder 5 pontos na carteira de habilitação.
       Segundo o Denatran, a medida garante maior segurança aos motoristas e passageiros. Isso porque os extintores com carga ABC são mais modernos e têm capacidade de combater princípios de incêndio em materiais sólidos, líquidos inflamáveis e equipamentos energizados.
     Eles substituem o extintor BC, que apaga incêndio em materiais elétricos energizados, como bateria de carro e fiação elétrica, e também nos combustíveis líquidos (óleo, gasolina e álcool), materiais também recomentados para o extintor do tipo ABC.
    A recomendação vale para carros que tenham dez anos ou mais, pois, desde 2005, os veículos produzidos no Brasil já saem de fábrica com o extintor recomendado.