quinta-feira, 13 de novembro de 2014

SUSPEITOS DE MATAR PM DENTRO DE ÔNIBUS FORAM INDICIADOS

       A delegada Aurea Hoeppel, da 6ª Delegacia de Porto Alegre, concluiu o inquérito sobre o caso do policial militar (PM) morto dentro de um ônibus na zona sul da Capital. O documento, que deve ser enviado hoje à Justiça, indicia quatro pessoas por latrocínio e pede a prisão preventiva dos suspeitos. “Foi um roubo seguido de morte. Eles planejaram o assalto e não imaginaram que haveria um policial dentro do ônibus. 

O PM tentou evitar o crime dando um tiro, porém, não viu que havia mais dois assaltantes na parte de trás do veículo. Ele foi alvejado de forma violenta”, disse a delegada. Foram indiciados William Eduardo Ferreira Rodrigues, 23 anos – que está preso –, Henrique Samuel dos Santos e Anderson Guimara de Lima – que estão foragidos. O quarto suspeito não foi identificado no sistema do Estado e, segundo depoimentos, seria menor de idade. Os dois foragidos estariam disfarçados e usando carteira de identidade falsa, segundo a polícia. Rodrigues foi preso na rodoviária de Porto Alegre quando tentava fugir dois dias depois do crime.

O assalto ocorreu na noite de 16 de outubro, em um ônibus na zona sul de Porto Alegre, que fazia a linha Itapuã, de Viamão. O veículo foi assaltado por quatro pessoas. Quando o PM Márcio Ricardo Ribeiro, que estava fardado, tentou impedir o assalto, foi atingido por pelo menos sete tiros e morreu na hora. 

Jornal Zero-Hora, ed. 13/11