sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

PRINCIPAIS OCORRÊNCIAS ATENDIDAS PELA BRIGADA MILITAR

     



Das ocorrências atendidas destacamos as seguintes, em Santiago e região:

DANO

                          DOIS casos foram registrados. Um deles às 10h50 de ontem (18 – quinta), na Rua Joaquim Ilha da Fontoura, bairro Belizário. Uma senhora comunicou que alguém entrou em seu pátio e danificou peças de roupas e tapetes que estavam no varal, além de calçados dela e seu esposo. Não citou suspeitos do fato.

ACIDENTE DE TRÂNSITO


                          As 14h55 de ontem, o condutor de uma motocicleta perdeu o controle da direção e caiu no solo. Ele restou com escoriações pelo corpo. O homem (56) foi socorrido pelo SAMU e encaminhado ao pronto socorro municipal. Após atendimento médico permaneceu internado no HCS. Não foi possível colher o relato da vítima, no entanto testemunhas afirmaram que o condutor desviou de outro veículo, uma camionete, momento em que se desequilibrou e caiu. 

DICAS DE SEGURANÇA EM PRAIAS, PISCINAS E RIOS



              No verão os riscos de afogamento aumentam, principalmente entre as crianças. Quando sair de férias com sua família, ou até mesmo se ficar em casa e tiver uma piscina fique atento (a): as crianças se expõem aos riscos com mais facilidade porque não são informadas sobre os verdadeiros perigos. O afogamento acontece de maneira silenciosa e muito rápida, por isso elas nunca podem ficar sem a supervisão de um adulto.
Para diminuir o risco de afogamento entre as crianças, os adultos devem ficar atentos a alguns cuidados básicos. Veja quais são:
1. Equipamento de segurança: boias e outros acessórios de piscina transmitem uma falsa sensação de segurança: eles não são eficazes em caso de afogamento. A criança deve utilizar um colete salva-vidas, que deixa a brincadeira na água menos perigosa e tão divertida quanto.
2. Supervisão em tempo integral: até os 14 anos, os menores devem ser supervisionados constantemente. Cerca de quatro minutos, tempo de atender um telefonema ou conversar com alguém, já são suficientes para que a criança submersa tenha sequelas irreversíveis ou se afogue.
3. Dificultar o acesso a piscinas, baldes e caixas d’água: apenas 2 centímetros de água já são suficientes para afogar uma criança pequena. Sendo assim, depois de utilizar piscinas infláveis ou baldes de água, os pais devem esvaziá-los para que a criança não volte para a água. Em piscinas maiores, é fundamental que os pais providenciem uma cerca e invistam em sensores de movimento e lonas de proteção, que reduzem o risco da criança cair acidentalmente na água.
5. Verificar filtros e sistemas de drenagem das piscinas: as tampas para ralos são simples de serem encontradas e podem evitar acidentes graves. Ao chegar a hotéis ou clubes, os pais devem checar a sucção dos ralos, se eles estão devidamente tampados, e se os equipamentos de limpeza estão fora do alcance das crianças.

6. Respeitar as sinalizações dos Bombeiros: na praia, as placas de perigo servem como um alerta, tanto para adultos como para crianças. Os pais devem evitar essas áreas e procurar um salva-vidas, minimizando o risco de acidentes sem o devido auxílio.
7. Conscientização: é de extrema importância conversar com as crianças sobre os riscos de afogamento, para que elas saibam da gravidade da situação e estejam sempre alerta. Falar sobre o perigo de ingerir álcool antes de entrar na água também é fundamental, já que é um agravante para adolescentes.
8. Área da piscina livre: brinquedos, parquinhos e outros atrativos para crianças não devem ser colocados perto da área da piscina. Se ela não tiver uma cerca apropriada, a criança pode acabar derrubando algum brinquedo dentro da água, o que incentiva o mergulho sem a presença dos pais. O ideal é que os objetos fiquem longe da piscina e sob a supervisão dos responsáveis.
9. Diversão com limites: vale também desestimular brincadeiras agressivas na água, como as de dar “caldo” ou que simulam afogamento com a criança. Se ela considerar isso normal, pode acabar repassando o comportamento adiante, com amigos, expondo outras crianças a situações de risco.
10 - Saiba agir em caso de emergência

Mantenha um telefone e lista de emergência nas imediações da piscina.

quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

PRINCIPAIS OCORRÊNCIAS ATENDIDAS PELA BRIGADA MILITAR.


Das ocorrências atendidas destacamos as seguintes, em Santiago e região:

LESÃO CORPORAL

                          As 17h25 de segunda-feira (15/01), uma senhora comunicou que caminhava pela Av. Aparício Mariense, Vila Rica, quando na esquina com a Rua Osvaldo Cruz caiu em um bueiro. Ela restou com escoriações pelo corpo, foi socorrida e encaminhada ao pronto socorro municipal.

VIOLÊNCIA DOMÉSTICA – LEI MARIA DA PENHA


                          DOIS casos foram registrados. No entanto, a divulgação não foi autorizada pelas partes.

30ª COPA SANTIAGO – USO DO POLICIAMENTO MONTADO RETORNA AO 5º REGIMENTO




      Por ocasião da 30ª Copa Santiago de Futebol Juvenil o policiamento montado (cavalaria) retorna ao município.  Três cavalos foram destinados para reforço no policiamento durante os dias de competição.

        Desde o recolhimento dos animais em 2017, por ordem do Comando da Brigada Militar, esta modalidade de policiamento não era utilizada na área de ação do 5º R P Mon.

     Aliás, a designação Regimento de Polícia Montada (RPMon) é uma Organização Policial Militar (OPM) especializada em policiamento montado. A Brigada Militar e o uso da cavalaria têm suas raízes intimamente ligadas à própria história do Rio Grande do Sul.

O 5º regimento completou em setembro do ano passado 43 anos de história. Uma trajetória marcada, principalmente pelo uso da cavalaria. A qual, por sua natureza especial, é empregada no policiamento externo de jogos de futebol, carnaval, e extraordinariamente, em situações de distúrbios civis, reintegrações de posse e calamidades públicas.

SEGURANÇA NO TRÂNSITO - RISCOS DO TRÁFEGO PELO ACOSTAMENTO


          No período de férias e feriados, é comum ocorrerem grandes retenções nas estradas, seja por excesso de veículos ou em decorrência de algum acidente. Nessas horas, observamos algo muito frequente: os motoristas que trafegam pelo acostamento, contando com a impunidade e agindo como se fossem mais importantes que os demais usuários da rodovia. Frequentemente, o comportamento desses motoristas é ficar parado, forçando a passagem, isso quando não causam outros acidentes.

               É importante termos sempre em mente que os acostamentos devem ser utilizados apenas em casos emergenciais, como para reparos mecânicos. Também é válido dizer que, no momento em que os veículos utilizarem os acostamentos, estes devem estar devidamente sinalizados, com o pisca-alerta sempre ligado. Além disso, o uso incorreto do acostamento é considerado infração gravíssima, com perda de 7 pontos na carteira, multa de R$ 574,00 e, em caso de ultrapassagem pelo acostamento, o valor da multa vai para R$ 957,00, podendo chegar a R$ 1.915,00, caso ocorra reincidência dentro do período de até de doze meses.
          Os motoristas que trafegam pelo acostamento parecem se esquecer que vidas são perdidas em função da sua atitude porque, muitas vezes, a equipe de socorro não consegue chegar a tempo de atender as vítimas e, como sabemos, quanto mais rápido for o atendimento às vítimas graves de um acidente, maior é a chance de sobrevivência. Esse comportamento lamentável também contribui para outros acidentes, dentre os quais destaco o atropelamento de pedestres que eventualmente estejam fazendo uso desta faixa.
         Por isso, quando o trânsito estiver parado ou com velocidade reduzida, o condutor responsável jamais deve trafegar no acostamento, sempre tendo em mente a segurança dos demais usuários da via. Ao entendermos que nossas ações no trânsito têm consequências, entenderemos que atitudes como trafegar pelo acostamento e atrapalhar a chegada dos socorristas, significam contribuir decisivamente para o aumento do índice de mortes no trânsito.


Por Rodolfo Rizzotto, Coordenador do SOS Estradas.
Foto: http://www.saladetransito.com

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

30ª COPA SANTIAGO - BRIGADA MILITAR REFORÇA ESQUEMA DE SEGURANÇA PARA O GRENAL


        Na noite de ontem (14/01 – domingo), o 5º R P Mon montou um esquema especial de segurança por ocasião do Grenal promovido pela 30ª Copa Santiago de Futebol Juvenil. O Comando reforçou o policiamento dentro e fora de campo, o que garantiu um clássico sem registro de ocorrências. Torcedores e equipes participam da competição com condições de segurança.

     Certas medidas adotadas pela Brigada Militar foram recebidas com antipatia por algumas pessoas. No entanto, é oportuno destacar que o rigor na fiscalização almeja, fundamentalmente, a manutenção da competição como um evento democrático, com participação popular efetiva. A ideia não é restringir nem obstaculizar a liberdade de nenhum torcedor, pelo contrário, é permitir que o Estádio Alceu Carvalho seja frequentado por toda a sociedade santiaguense e regional com segurança.


         O Comando do 5º R P Mon é sabedor de que o torcedor é um elemento importante para sobrevivência e desenvolvimento do esporte, razão pela qual adota todas as medidas previstas na legislação. Garantindo o direito à segurança antes, durante e após a realização do evento esportivo. Entretanto, para que a segurança do torcedor lhe seja garantida, ele deve obedecer a requisitos previstos em Lei.


     Assim como esclarecido em reunião com os seus representantes, o cadastro das torcidas e seus membros tem relevância ímpar. Haja vista uma série de direitos e deveres decorrentes do próprio termo “torcidas organizadas”. Dentre os deveres, a Lei determina a ela o de manter cadastro atualizado de seus associados ou membros. O objetivo é manter controle sobre os indivíduos que se apresentam como representantes de determinada torcida. O cadastramento é realizado de forma privada. As próprias associações o fazem, embora o Poder Público tenha acesso na eventualidade de uma ocorrência.

Essas e outras condições têm o poder de induzir o trabalho preventivo. Prevenção aos atos ilícitos e de violência praticados por ocasião de competições esportivas, especialmente os atos de violência entre torcedores e torcidas. 


Fotos: Capitão Paulo Afonso martins Pereira Júnior 
            Comandante do policiamento na noite do GRENAL

PRINCIPAIS OCORRÊNCIAS ATENDIDAS PELA BRIGADA MILITAR




Das ocorrências atendidas destacamos as seguintes, em Santiago e região:



PERTURBAÇÃO DA TRANQUILIDADE PÚBLICA – DESOBEDIÊNCIA -  PRISÃO

                    A 01h20 de ontem (domingo – 14/01), uma guarnição compareceu duas vezes em uma residência na Rua Eulima Simas, bairro Gaspar Dutra, para verificar denúncias de perturbação. Na segunda vez, o responsável pela festa negou-se a se identificar e desacatou os policiais. Foi necessário uso proporcional da força e de algemas para contê-lo. O homem foi encaminhado a DPPa para registro do fato.

EMBRIAGUEZ AO VOLANTE – PRISÃO

                 As 03h50 ontem (domingo – 14/01), uma guarnição compareceu na Rua Pinheiro Machado, centro, para atender a um acidente de trânsito. No endereço, os policiais verificaram que o condutor de um Ford/Focus perdeu o controle da direção e chocou-se contra uma Fiat/Strada estacionada na via. Ao identificar um dos condutores, a guarnição verificou que ele apresentava visíveis sinais de embriaguez alcoólica. Ele negou-se a realizar o teste do etilômetro. Ao receber voz de prisão o homem (20 anos) investiu contra a guarnição. Foi necessário uso proporcional da força e de algemas para contê-lo. Ele foi preso e encaminhado a DPPA para providências. Após pagamento de fiança no valor de R$ 1.500,00 reais, arbitrada pelo Delegado plantonista, o motorista acabou liberado. O jovem também foi autuado por infração de trânsito conforme prevê o CTB.

DESCUIDO NA GUARDA DE ANIMAL PERIGOSO

                          As 11h50 de ontem (domingo – 14/01), um morador da Av. Aparício Mariense, Vila Nova, comunicou que dois cães da raça Pit Bull entraram no pátio de sua residência e mataram dois gatos. Um terceiro gato ficou ferido. O comunicante relatou que quase foi atacado pelos cachorros. O proprietário dos animais não foi identificado.
PORTE ILEGAL DE ARMA BRANCA

                          As 17h de ontem (domingo – 14/01), uma guarnição compareceu na Rua Getúlio Vargas, centro, para verificar uma denúncia. Um homem foi abordado e com ele encontrada uma faca. O indivíduo estava em uma sorveteria. Após lavratura do termo circunstanciado o autor acabou liberado. A arma foi apreendida.

ACIDENTE DE TRÂNSITO


                          DOIS acidentes foram registrados nas últimas horas. Um deles às 23h50 de ontem, na Rua Venâncio Aires, centro. Uma colisão envolvendo uma Honda/CG 125 e um automóvel. O motociclista (43 anos) restou com escoriações pelo corpo. Ele foi socorrido pelos Bombeiros e encaminhado ao pronto-socorro municipal. O condutor do outro veículo, um automóvel, saiu do local antes da chegada da Brigada Militar.

EM SANTIAGO - INCÊNDIO EM RESIDÊNCIA



                     As 14h30 de sábado (13/01), uma guarnição compareceu na Rua Cleiton da Rocha, bairro Jardim dos Eucaliptos, para verificar a informação de um incêndio. No local, os policiais encontraram uma residência em chamas. O Corpo de Bombeiros foi acionado e compareceu no local. Não houve vítimas. Os objetos que estavam no interior do imóvel foram destruídos pelo fogo.

quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

INTEGRANTES DO 5º R P MON COLARAM GRAU EM DIREITO

Sd Marcelo Lourenço da Rocha
Sd Vinicius Dos Santos Bonato



       No dia 06 de janeiro colaram grau pela URI Campus de Santiago, no curso de Direito, os Soldados Marcelo Lourenço da Rocha ( 5º R P Mon/ Unistalda) e Vinicius Dos Santos Bonato ( 5º R P Mon/ Santiago).


         Por essa razão, oficiais e praças do 5º Regimento desejam aos dois muito sucesso e felicidades. Parabéns pela conquista!

EM SANTIAGO - FUNCIONÁRIA DA REK PARKING É VÍTIMA DE INJÚRIA


        As 11h30 de ontem (10/01 – quarta), uma guarnição compareceu na Rua Venâncio Aires, centro, para atender a uma ocorrência de injúria. No endereço, uma funcionária da empresa Rek Parking comunicou que foi ofendida por uma mulher. A acusada procurou o escritório para formalizar uma reclamação sobre o atendimento dos agentes de monitoramento. Antes de sair, a mulher ainda danificou uma porta. Ela saiu do local antes da chegada da BM.

terça-feira, 9 de janeiro de 2018

COMANDO DO 5º R P MON EXPÕE ORIENTAÇÕES SOBRE A 30ª COPA SANTIAGO DE FUTEBOL JUVENIL



       O Comando do 5º RPMon no exercício das atribuições Constitucionais de Polícia Ostensiva, preservação da Ordem Pública, da Incolumidade das Pessoas e do Patrimônio, com base na Lei n. 10.671/03, Estatuto de Defesa do Torcedor, visando a proteção de todos no Estádio de Futebol, passa a EXPOR as ORIENTAÇÕES às Delegações dos Times de Futebol participantes do evento, bem como aos torcedores e frequentadores em geral:

Art. 13-A.  São condições de acesso e permanência do torcedor no recinto esportivo, sem prejuízo de outras condições previstas em lei:  (Incluído pela Lei nº 12.299, de 2010).
I - estar na posse de ingresso válido; (Incluído pela Lei nº 12.299, de 2010).
II - não portar objetos, bebidas ou substâncias proibidas ou suscetíveis de gerar ou possibilitar a prática de atos de violência; (Incluído pela Lei nº 12.299, de 2010).
III - consentir com a revista pessoal de prevenção e segurança; (Incluído pela Lei nº 12.299, de 2010).
IV - não portar ou ostentar cartazes, bandeiras, símbolos ou outros sinais com mensagens ofensivas, inclusive de caráter racista ou xenófobo; (Incluído pela Lei nº 12.299, de 2010).
V - não entoar cânticos discriminatórios, racistas ou xenófobos; (Incluído pela Lei nº 12.299, de 2010).
VI - não arremessar objetos, de qualquer natureza, no interior do recinto esportivo; (Incluído pela Lei nº 12.299, de 2010).
VII - não portar ou utilizar fogos de artifício ou quaisquer outros engenhos pirotécnicos ou produtores de efeitos análogos; (Incluído pela Lei nº 12.299, de 2010).
VIII - não incitar e não praticar atos de violência no estádio, qualquer que seja a sua natureza; e  (Incluído pela Lei nº 12.299, de 2010).
IX - não invadir e não incitar a invasão, de qualquer forma, da área restrita aos competidores. (Incluído pela Lei nº 12.299, de 2010).

Parágrafo único.  O não cumprimento das condições estabelecidas neste artigo implicará a impossibilidade de ingresso do torcedor ao recinto esportivo, ou, se for o caso, o seu afastamento imediato do recinto, sem prejuízo de outras sanções administrativas, civis ou penais eventualmente cabíveis. (Incluído pela Lei nº 12.299, de 2010).

            Ainda, todas as delegações, imprensa e torcedores em geral devem ter conhecimento das regras de conduta a serem observadas, quando da realização de jogos da 30ª Copa Santiago de Futebol Juvenil/2018.

Observação às Torcidas:

Torcidas Organizadas:
1)           Deverão identificar todos os dirigentes, responsáveis, e componentes da torcida com: nome, RG, CPF, endereço, telefone e email, junto a 3ª Seção do Comando do 5º RPMon;

2)           Deverão, com no mínimo 48 (quarenta e oito) horas de antecedência, repassar, através de e-mail os locais de concentração, horários de saída e estimativa de participantes, para a 3ª seção do 5º RPMon, para que sejam tomadas as medidas pertinentes, à escolta da torcida e organização do transporte coletivo e organização do trânsito;

3)           Para excursões deverão informar: lista de passageiros, a quantidade de torcedores que comporão a excursão, nome e RG do responsável de cada ônibus, horário de saída da origem, horário de chegada no destino. Sendo que todos os participantes, devem portar ingressos, ou comprovante da reserva no estádio;

4)           Para a segurança dos participantes envolvidos no jogo, TODOS os veículos, frequentadores e os integrantes da torcida, serão revistados, sendo que NENHUM TIPO de material como: Bandeiras de mastro, instrumentos musicais, artefatos explosivos, ou similares, garrafas tanto de plástico quanto de vidro, latas, Rádio com mais de 10cm, guarda-chuvas, Bebidas Alcoólicas, Refrigerantes, e similares, Armas “brancas” e de fogo, capacetes, e qualquer objeto e/ou similar que possa ser utilizado para arremesso, entre outros, TERÁ ENTRADA PERMITIDA no estádio.

5)           Toda a Torcida Visitante será escoltada pela Brigada Militar desde a entrada da cidade, até a entrada no Estádio e no caminho de volta, após o final do evento, não será permitida sob nenhuma hipótese a mudança de itinerário ou o turismo pela Cidade.

6)           Casos omissos, serão definidos pelo Oficial Comandante do Policiamento do Evento, presente na praça desportiva.



Contato para informações e dúvidas:
5º RPMon – 3ª Seção
E-mail
Fone: (55) 3251 – 2700

EM SANTIAGO - CONDUTOR EMBRIAGADO É PRESO PELA BRIGADA MILITAR



         Na noite de ontem (08/01 – segunda) uma guarnição quando em patrulhamento pela área Rua Getúlio Vargas, centro, flagrou o condutor de um automóvel trafegando com os faróis apagados. O veículo foi acompanhado e abordado na Rua Barão do Rio Branco, centro. Ao identificar o motorista os policiais verificaram que ele apresentava visíveis sinais de embriaguez alcoólica. O teste do etilômetro apontou medidas acima das regulamentares na prova e contraprova. Diante dos fatos, o homem foi encaminhado a DPPA. Autuado em flagrante, acabou recolhido ao Presídio Estadual de Santiago. A autoridade policial arbitrou fiança no valor de três salários mínimos que não foi paga.

EM JAGUARI - HOMEM É PRESO POR PORTE ILEGAL DE ARMA DE FOGO



      Durante barreira policial realizada na tarde de ontem (08/01 – segunda) uma guarnição localizou dentro de um veículo: um revólver calibre 38 municiado com cinco cartuchos intactos. Durante revista, os policiais encontraram uma porção de cocaína. Diante dos fatos, o homem (30 anos) foi encaminhado a DP local para providências.